RETROGNATISMO MANDIBULAR

O QUE É O RETROGNATISMO MANDIBULAR?

Gnatus em Latim significa Mandíbula, ou seja, retrognatismo mandibular é uma característica óssea da face quando a mandíbula encontra-se muito para trás, ou retruída (retro). À primeira impressão parece que a pessoa não possui queixo.

Existem diversos graus de retrognatismo mandibular. Alguns casos mais severos, que apenas de bater o olho já conseguimos diagnosticar. Outros nem tanto, em que é necessário fazer um exame intra-oral para ver a posição dos dentes e confirmar com o diagnóstico facial.

COMO DIAGNOSTICAR?

Exemplo de encaixe de mordida

 

Diagnóstico do retrognatismo mandibular é bem fácil de se fazer. Normalmente uma avaliação da face lateral do paciente e um exame clínico intra-oral já é definitivo. Alguns casos em que o paciente possui os tecido moles (lábios, pele, músculos adjacentes) muito volumosos, um RX de perfil é necessário para complementar o diagnóstico.

Pacientes que possuem essa característica facial normalmente apresentam o queixo muito para trás, dentes inferior apinhados e/ou inclinados para frente. Outra características é a linha mento-pescoço, que encontra-se praticamente em uma reta, sem a curvatura característica.

 

COMO SURGE O RETROGNATISMO?

Basicamente sua origem é genética. Pais com deficiência mandibular têm mais chances de produzirem filhos com a mesma deficiência, alterando somente o grau de retrognatismo.

No sul do Brasil, muito pela colonização caucasiana, temos uma grande presença de indivíduos com retrognatismo. É muito mais comum vermos pessoas com o queixo levemente para trás aqui no Sul do que pessoas com prognatismo mandibular (queixo para frente). Já outras raças, como os orientais, normalmente têm uma tendência maior a apresentar uma mandíbula mais proeminente.

 

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS?

Existem diversas consequências para o retrognatismo mandibular:

 

* Estético: esteticamente a presença do queixo tem papel importantíssimo na beleza da face. Quando deficiente, ela abala muito o psicológico dos pacientes. Esse fato por si só incomoda-os muito, sendo o principal motivo pelo qual eles buscam atendimento.

* Funcional: Pelo fato dos ossos (mandíbula e maxila) não serem proporcionais, os dentes não se encaixam corretamente em uma oclusão adequada. Isso trás consequências maléficas tanto para a articulação têmporomadibular (ATM), quanto esteticamente dos dentes.

* Ronco: Pela posição mais posterior da mandíbula, todos tecidos moles ficam mais comprimidos, causando muitas vezes estreitamento da passagem de ar. Isso acaba acarretando em ronco e apneia, diminuindo a qualidade do sono.

* Papada: Pelo mesmo motivo do ronco, principalmente em pacientes mais velhos ou com excesso de peso, a presença de papada é sempre presente.

 

EXISTE TRATAMENTO PARA O RETROGNATISMO MANDIBULAR?

Depende do grau de retrognatismo e da fase em que se faz a intervenção, os tratamentos serão apenas aparelho ortodôntico, ou a combinação de aparelho ortodôntico + cirurgia ortognática.

 

retrognatismo mandibular

avanço mandibular cirúrgico

retrognatismo mandibular

Avanço mandibular cirúrgico

Quando identificamos em um paciente jovem (criança) temos a disponibilidade de usar aparelhos ortopédicos que estimulam o crescimento mandibular. Muitas vezes o uso correto desses aparelhos podem mascarar e diminuir muito o grau de retrognatismo.

Quando o paciente é adulto, o grau de retrognatismo mandibular é que vai ser mandatório. Aí somente com exames e uma conversa franca com o paciente é que definirão o melhor tratamento.

Normalmente em casos graves, a cirurgia é a única saída. Nesses casos a cirurgia de avanço mandibular trás benefícios inimagináveis ao paciente. Ela devolve a auto-estima, a beleza da face e ainda por cima uma relação adequada entre os dentes, fucionalmente falando.

Em casos mais leves, a ortodontia através de compensações dentárias, pode mascarar a falta de osso mandibular e entregar um resultado excelente.

Portanto, a ortodontia em si consegue ajudar muitos casos leves em adultos, e, em crianças, até casos que seriam graves.