PERICORONARITE

SISO DOENDO? É Pericoronarite!

Na imensa maioria das vezes em que o siso começa a incomodar e doer, podemos estar diante de um quadro de pericoronarite.

PERI O OQUE? MAS O QUE É ESSE NOME ESTRANHO?

Pericoronarite nada mais é do que uma inflamação nos tecidos adjacentes ao siso. Ou seja, aquela gengiva em volta do dente siso inflama e começa a doer.

pericoronarite

inflamação com sangamento no siso

Normalmente quando o siso irrompe ele não tem espaço suficiente para sair totalmente para fora da gengiva, gerando uma espécie de “capuz”de gengiva em volta dele. É justamente essa capuz de gengiva que inflama e começa a doer toda a região.

Muitas das vezes a dor é de baixa intensidade, e o próprio paciente fazendo uma higienização da região mais acurada, consegue reverter o quadro e tratar momentaneamente.

MAS POR QUE ESSA REGIÃO INFLAMA?

Esse capuz de gengiva ao redor do dente siso inflama como qualquer outra região da gengiva inflama: acúmulo de placa bacteriana e escovação deficiente.

capuz de gengiva em volta do siso

 

O que acontece na verdade, é que, pela localização do siso, quando ele nasce, muitas vezes nós nem percebemos que ele já rasgou a gengiva e saiu uma parte para fora. As vezes é mal aparece uma pontinha do siso. Somente com um espelhinho odontológico conseguimos identificar. Portanto, o paciente não consegue nem ver que o siso já saiu. Quem dirá conseguir escovar ali na região.

Então como não há uma limpeza adequada da superfície do siso, acaba acontecendo acúmulo de placa bacteriana, o que acarreta na inflamação daquela gengiva. Isso pode causar um aumento de volume na região, provocando vermelhidão, dor, sangramento e até pus.

capuz de gengiva em vota do siso

 

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DA PERICORONARITE?

A pericoronarite em si não é grave. Acontece na imensa maioria dos pacientes pelo menos uma vez na vida, em maior ou menor grau. Não tem maiores consequências na grande maioria das vezes a não ser dor local, sumindo tão rapidamente quanto surgiu. (Com uma correta higienização por parte do paciente inconscientemente). Porém alguns episódios podem apresentar:

* Dor forte local;

* Dor irradiada para ouvidos e pescoço;

* Inchaço da gengiva local;

* Dificuldade para abrir a boca;

* Sangramento na região;

* Presença de pus;

* Inchaço facial na região.

COMO SE TRATA?

O tratamento da pericoronarite se divide na verdade em tratamento da inflamação já instalada ou tratamento preventivo.

1. Tratamento da inflamação aguda seria a limpeza da região, para a remoção de toda a placa bacteriana que se encontra por baixo do capuz de gengiva. Após esse debridamento, orientação ao paciente para fazer uma higiene caprichosa no local, associando a essa, bochechos com Clorexidine. Muitas vezes associamos mediação para dor como analgésicos e/ou anti-inflamatórios.

Quando se tem a presença de edema facial, restrição de abertura e/ou pus, é necessária a administração de antibioticoterapia sistêmica.

2. Tratamento preventivo seria a remoção cirúrgica dessa gengiva que cobre o dente siso (quando se há indicação para isso) ou simplesmente a remoção do siso propriamente dito.

Muitas vezes pacientes que não fazem a extração dos sisos acabam tendo inflamações recorrentes na região. Isso acaba acarretando diversos quadros de pericoronarite subsequentes.

TEM COMO EVITAR A PERICORONARITE?

Para evitar a pericoronarite devemos manter sempre bem limpa a região. Com uma escovação adequada e com escovas especiais. A escova UNITUFO é excelente para alcançar na região.

Porém em algumas situações, mesmo com cuidado redobrado, não conseguimos impedir o surgimento da inflamação, sendo então o única maneira de evitar a pericoronarite a remoção cirúrgica do dente siso.